Logo Unioeste
bannerposgraduacao

Educação em Ciências e Educação Matemática

 

Planejamento estratégico do PPGECEM

Desde a sua abertura, o PPGECEM, congregando professores experientes na orientação e atuação ao nível de mestrado, sempre se mostrou proativo para a realização de inúmeras ações. Conforme relatado nos anos anteriores, o número de atividades realizadas se deu no âmbito de um planejamento estratégico indireto, porém orquestrado, quando, dentro das condições políticas, financeiras e institucionais, fomos realizando e prospectando atividades.

A partir dos indicativos de mudanças que viriam a ocorrer no sistema de pós-graduação nacional, desde o primeiro ano do Programa, em abril de 2018, com apenas 11 meses de funcionamento, em função do diálogo permanente do corpo docente e discente e conforme já relatado, foram instituídas comissões internas, por Portarias do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, para contribuir com avaliação do estado atual, propor ações diversas, e implementar as propostas em curto, médio e longo prazo. Ressalta-se que as comissões são compostas por discentes (bolsistas ou não), docentes, servidor ou egressos, e que algumas foram alteradas ao longo dos três anos subsequentes, para se adequarem à realidade do programa e dos documentos do sistema nacional de pós-graduação, da área e institucionais.

Desde modo, ainda que as iniciativas tenham se dado de maneira ad hoc, uma vez que ainda não estava claramente definido o modo como se daria a mudança no sistema de pós-graduação, essas comissões cumpriram de maneira sistemática as funções necessárias para o desenvolvimento de planejamento estratégico, uma vez que esse pode ser definido como uma atividade permanente, de longo prazo, que requer diagnóstico (avaliação), estabelecimento de objetivos, metas e procedimentos para que se obtenha os resultados esperados. Diante disso, o Programa conta com as seguintes comissões: 1) Comissão de bolsas e credenciamento; 2) Comissão de internacionalização; 3) Comissão de divulgação e eventos; 4) Comissão de publicação/REBECEM; 5) Comissão de egressos; 6) Comissão de projeto político pedagógico; e 7) Comissão de autoavaliação. Considerando a existência dessas comissões, não se considerou adequada a criação de uma comissão de planejamento estratégico, por entendemos que os objetos, metas e procedimentos destas comissões cumprem esse papel, articulados às condições institucionais e oportunidades que se abrem no contexto brasileiro e internacional. Com a proposta de elaboração de planejamento estratégico pela CAPES, passou-se então a induzir a necessidade de sistematização das ações, metas e procedimentos a serem atingidos por cada comissão, em curto, médio e longo prazo, no âmbito do Colegiado. Sob esse quadro, o nível de estruturação e atuação das comissões é distinto. Aqui ressalta-se a expertise do prof. Dr. Vilmar Malacarne, coordenador suplemente em 2017, e autor da proposta das comissões, as quais se mantêm desde a sua criação. Na ocasião, vislumbrava a necessidade de cuidarmos de diferentes áreas, produzindo um trabalho conjunto e profícuo, para além de uma coordenação.

Passamos a descrever cada comissão, bom breve histórico, objetivos, metas, procedimentos e resultados.

Comissão de bolsas e credenciamento

Histórico. Atuou no campo do credenciamento, contribuindo para acompanhar a situação dos docentes credenciados e as respectivas possibilidades de abertura para novos credenciamentos e ajustes necessários. Ao longo do quadriênio foram abertos dois credenciamentos, o primeiro, a partir do monitoramento de potenciais parceiros de trabalho, com características importantes para estender o quadro de professores para ministrar disciplinas e orientar uma demanda reprimida no ensino de ciências e saúde e tecnologias no ensino de matemática. Neste edital, credenciou-se três docentes, dois permanentes e um colaborador. O segundo edital, foi para preenchimento da vaga, em função do falecimento da nossa colega, Tânia Stella Bassoi. Ao longo do ano já havíamos monitorado o perfil de uma colega para futuro credenciamento, o qual foi efetivado por entendermos que havia uma lacuna temática no âmbito do Programa. Outra função realizada pela comissão concerne ao acompanhamento dos docentes colaboradores ou aqueles menos experientes, em um processo de mentoria, contribuindo na produção individual e coletiva e no estabelecimento de parcerias.

Objetivos, metas e procedimentos. Avaliar candidatos a bolsa, distribuir bolsas e acompanhar; elaborar e propor mecanismos de distribuição mais equitativos; acompanhar, orientar e sugerir estratégias de credenciamento, recredenciamento e descredenciamento de docentes.

Resultados Esperados: manter a estabilidade do corpo docente a partir de soluções conjuntas; contribuir para formação de novos recursos humanos para reposição de quadros necessários ao programa; tornar os bolsistas atentos e proativos para ações demandadas pelo Programa e importantes à sua formação ao nível stricto sensu.

Comissão de internacionalização

Histórico: Atuou nas ações pontuais dos professores ou convênios já realizados. A comissão já viabilizou dois convênios internacionais, com a Colômbia e com os Estados Unidos. Quando as atividades foram realizadas, contribuiu com os trâmites institucionais e recepção dos convidados, auxiliando, assim, a secretaria e coordenação do Programa. A coordenação, em parceria com comissão, detectou a necessidade de investimento anual para atividades de internacionalização, de acordo com a captação de recursos pela Fundação de Apoio à Docência, Ensino, Pesquisa e Pós-Graduação da Unioeste e eventuais recursos do Governo Federal e Estadual.

Objetivos, metas e procedimentos: acompanhar, avaliar e propor ações de internacionalização, com vistas ao fortalecimento desta dimensão do Programa; identificar, segundo o perfil dos docentes e discentes, núcleos de internacionalização, uma vez que os docentes têm interesses e focos distintos.

Resultados esperados: incentivar, em médio prazo, missões internacionais; integrar pesquisadores estrangeiros aos projetos do programa; integrar temas amplos, com pesquisadores renomados; aumentar a visibilidade internacional do conhecimento produzido no Programa.

 

Comissão de egressos

Histórico: Destaca-se que foi constituída antes mesmo de termos os primeiros egressos no ano de 2019. Considerando que vivemos em um período fortemente influenciado pelas Tecnologias digitais da Informação e Comunicação, TDIC, temos como principal veículo de comunicação um aplicativo de mensagens, no qual todos os egressos estão cadastrados, que se constituiu em uma ferramenta de comunicação e integração entre eles e com o Programa, inclusive colaborando com informações sobre testes seletivos, concursos etc. Em função da COVID, ainda não foram realizados eventos com a presença dos egressos, mas alguns deles têm participado dos Seminários Permanentes do PPGECEM, contribuindo com a programação como palestrantes ou como ouvintes. Apesar dos contratempos, considerando que realizamos diversas atividades remotas e online, foi possível contar a presença de vários egressos. Maria Vanessa Bär (Doutorado) e Ronalti Walaci Santiago Martin (Mestrado) são egressos que compõem a comissão.

Objetivos, metas e procedimentos. elaborar e implementar estratégias de acompanhamento dos egressos; buscar soluções institucionais para manter os vínculos institucionais dos egressos com o Programa; explorar parcerias e convênios, na medida do possível, para a atuação profissional de egressos.  

Resultados Esperados: contribuir para vida acadêmica egressa, no tocante à atualização de temas, recomendações de editais e colocação no mercado de trabalho; fortalecer os vínculos profissionais entre egressos e orientadores; levantar aspectos do impacto social e econômico da atuação do egresso.

 

Comissão de Projeto Político Pedagógico

Histórico: Além dos aspectos pontuais mencionados, essa comissão iniciou os trabalhos em fevereiro de 2020, porém, em função da pandemia não conseguiu dar prosseguimento. A primeira iniciativa foi compilar sugestões dos docentes e discentes quanto aos créditos, disciplinas, regulamento e outros aspectos. Contudo, com a necessidade da comissão de autoavaliação interna e institucional, optou-se por realizar uma primeira autoavaliação envolvendo a comunidade do programa em geral, para então proceder às mudanças.

Objetivos, metas e procedimentos: acompanhar, avaliar, implementar e revisar o currículo do Programa, em sua dimensão conceitual (teórico-científica e formação profissional); estrutural, no tocante ao equilíbrio didático-pedagógico; e de inovação.

Resultados esperados: melhorar o currículo acompanhando o perfil dos discentes e docentes. Implementar o eixo de formação profissional.

Comissão de eventos e divulgação

Histórico: Essa comissão iniciou atuando no monitoramento e incentivo à participação de eventos do Programa. Ainda, contribuiu para a instalação dos Seminários Permanentes do PPGECEM. Em seguida, passou a contribuir na agenda de eventos do Programa, e em parceria com a Comissão de internacionalização, viabilizou ações por meio de redes sociais e streaming, dando acesso aos conteúdos produzidos por colaboradores junto ao PPGECEM. Criou e gerencia as diversas contas em redes sociais, como Instagram, Facebook, Youtube e colabora com atualizações no site institucional do Programa. No ano de 2020, especificamente, os seminários permanentes foram realizados na modalidade remota e síncrona e geraram conteúdo acadêmico-científico permanente na plataforma do YouTube, totalizando 15 palestras, 14 palestrantes, 1029 participantes entre comunidade interna e externa do PPGECEM. Destes, 761 são do estado do Paraná e 268 de outras unidades da Federação. O conteúdo disponível na plataforma obteve mais de 3000 visualizações até 15 dezembro. A mesma comissão, juntamente com discentes bolsistas, organizou e realizou o XXIV Encontro Brasileiro Estudantes de Pós-Graduação – EBRAPEM, em novembro de 2020. O evento contou com participações de renomados pesquisadores nacionais e internacionais na pesquisa em Educação Matemática, com mais de 400 participantes. Destaca-se a acessibilidade em Libras para todas as palestras do evento.

Objetivos, metas e procedimentos: propor, organizar e acompanhar eventos do PPGECEM e externos; elaborar e implementar estratégias de divulgação (visibilidade e alcance do Programa).

Resultados esperados: manter e expandir a visibilidade do Programa; produzir material online para disseminação da Educação em Ciências e Educação Matemática; promover eventos de nível local, regional, nacional e internacional.

 

Comissão de publicações

Histórico: A comissão vem cuidando sistematicamente da revista do Programa, a Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, agilizando processos técnicos, científicos e éticos relativos à produção do programa. A comissão também contribuiu nos últimos anos para a reflexão e a instauração de boas práticas na produção acadêmico, principalmente para evitar entre discentes, práticas como plágio e autoplágio. Várias ações foram realizadas nesta direção pela Profª Fernanda Aparecida Meglhioratti, uma das editoras do periódico.

Objetivos, metas e procedimentos: auxiliar publicações coletivas e individuais do programa; editorar e zelar da Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática e demais produções que envolvam o PPGECEM.

Resultados esperados: consolidar a ReBECEM como um periódico importante no cenário nacional e internacional, tanto em termos de avaliação, quanto de impacto; manter a qualidade das produções e refinar compreensões sobre a produção acadêmica, contribuir para aumentar o impacto da produção do Programa.

Comissão de avaliação (autoavaliação)

Histórico: A comissão criada e instaurada em 2020 desenvolveu, a partir dos documentos pertinentes e das necessidades do Programa, um modelo e instrumento de autoavaliação, ponderado e revisado pelos pares e representantes discentes, como um projeto piloto. Em 2021, fará a implementação extensiva do instrumento. Destaca-se que o núcleo da autoavaliação leva em conta o polígono proposto pela CAPES: a) ensino e aprendizagem; b) internacionalização; c) produção de conhecimento; d) inovação e transferência de conhecimento; e, e) impacto e relevância econômica e para a sociedade.

Objetivos, metas e procedimentos. Gerenciar processos de avaliação interna, acompanhamento das políticas de avaliação e autoavaliação da Unioeste e da CAPES; elaborar procedimentos, instrumentos e criar momentos de avaliação e autoavaliação (qualitativas e quantitativas) do Programa.

Resultados esperados: contribuir para o fortalecimento do Programa em todas as dimensões da autoavaliação.

Essas comissões contemplam as cinco dimensões do novo modelo de avaliação dos programas stricto sensu, dando conta, em cada uma e, na sinergia entre todas elas, de pensar o PPGECEM na sua dinâmica interna e na sua difusão para os órgãos regulares e a sociedade.  Esse modelo de avaliação orienta as ações e induz o pensamento e o planejamento estratégico do Programa, em consonância com a proposta de planejamento estratégico da Unioeste, programa de desenvolvimento institucional e outros já mencionados na proposição do Programa e nas constantes revisões durante o quadriênio.

Planejamento aprovado em reunião do Colegiado do PPGECEM, Edital nº 3/2021, Ata nº 03/2021.

Endereço:

Unioeste /Cascavel/CCET/PPGECEM
Rua Universitária , 2069 – Jd. Universitário - Bloco de Ciências (prédio novo)- 3º andar - sala 79 - Cascavel – PR – CEP. 85819 110