Logo Unioeste
bannerposgraduacao

Mestrado e Doutorado em Filosofia

 

O PPGFil da UNIOESTE, desde a sua fundação, tem realizado estrategicamente inúmeras ações rumo a uma política mais ampla em termos de internacionalização. Essas ações podem ser conjuntamente agrupadas conforme discriminamos a seguir:

Acordos de Cooperação e Protocolos de Intenções

Vários acordos já foram celebrados com universidades europeias, particularmente, Alemanha e Portugal.

Com a Alemanha, celebrou-se, em 2009, o Convênio de cooperação científica com a Universidade de Ciências Aplicadas de Munique (Hochschule für angewandte Wissenschaft – FH München). Tal projeto teve a duração inicial de 05 anos. Foi, então, prevista a possibilidade de cooperação acadêmica entre as duas instituições em todas as áreas do conhecimento. Também ocorreu, além da cooperação técnica, um frutífero intercâmbio de professores e alunos das duas Universidades. Prova disso, foi o vínculo estabelecido junto ao Instituto de Design Science (http://www.designscience.de/), ligado à FH München (http://www.hm.edu/) onde atuam, de forma mais intensa, o Prof. Dr. Rainer Zimmermann - coordenador de convênio do lado alemão – e sua equipe. O referido instituto e seu coordenador se inserem em um grupo de trabalho interdisciplinar sobre problemas fundamentais de filosofia (IAG Philosophische Grundlagenprobleme) com sede na Universidade de Kassel e vínculos com diversas outras universidades alemãs, austríacas, inglesas e italianas. Nesta medida, o convênio também serviu de suporte para eventuais relações institucionais com estas outras universidades parceiras. Para tanto, veio até à Unioeste a Profª. Dra. Francesca Vidal, integrante do referido Instituto e professora na Universidade de Koblenz/Landau. Ela veio participar do Simpósio de Filosofia de 2012, em que proferiu conferência, ministrou minicursos e estabeleceu contato com alunos do PPGFil visando uma política mais forte de intercâmbio para futuras pesquisas. Um dos resultados mais concretos do convênio foi, sem dúvida, a publicação conjunta do livro Crítica e Utopia, pela Editora Sulina de Porto Alegre, no qual foram publicados 07 textos oriundos de professores da Unioeste e 04 textos (traduzidos) de professores/pesquisadores ligados ao Instituto de Design Science. Ainda no âmbito do convênio, o prof. Rosalvo Schütz participa de um grupo de estudos internacional sobre a Filosofia Positiva de Schelling, tendo participado, em abril de 2012, do primeiro encontro de trabalho do Grupo sobre a filosofia de Schelling em Munique além da participação na segunda edição do evento realizada no Instituto de Filosofia da Universidade de Freiburg em abril daquele ano. No total, foram 04 encontros com publicações previstas. Ademais, há, em curso, um acordo com o Instituto de Design Science da Universidade de Ciências Aplicadas de Munique na qual o professore Rainer E. Zimmermann se compromete a traduzir e publicar o livro Crítica e Utopia na Alemanha.

Com Portugal, em 2012, foi firmado um Convênio (Protocolo de Intenções) com a Universidade de Coimbra. Como resultado da colaboração interinstitucional promovida a partir do Convênio com o Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação (CFCI), da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), veio à luz no final de 2015, através da Imprensa da Universidade de Coimbra, a publicação da coletânea intitulada: “A Filosofia transcendental e a sua Crítica. Idealismo. Fenomenologia. Hermenêutica” (https://digitalis.uc.pt/pt-pt/livro/filosofia_transcendental_e_sua_crítica). Essa publicação efetivou a participação, em torno de um tema comum, de professores do Programa da UNIOESTE e de professores da Universidade de Coimbra e da Universidad de Salamanca. Uma primeira iniciativa de divulgação e lançamento prevista para essa publicação se deu no XXI Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporânea da Unioeste, realizado nos dias 14 a 17 de novembro de 2016, com a presença de dois professores da Universidade de Coimbra convidados como conferencistas. Além desse protocolo de Convênio, outro já se encontra em andamento. Trata-se do Convênio assinado entre nossa instituição (UNIOESTE) e o Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação (CFCI) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), em Portugal. Dentre as ações, destaca-se um trabalho de mútuo auxílio para entregar, no prelo, a publicação em idioma português, da tradução do livro de Ludwig Siep, “Hegels Fichtekritik und die Wissenschaftslehre 1804”. Os professores Luciano Carlos Utteich (UNIOESTE) e Diogo Ferrer Falcão (UC) realizam atualmente a revisão conjunta e inserção de notas explicativas ao trabalho de tradução já executado. A intenção é a publicação da versão pela editora Imprensa da Universidade de Coimbra (Coimbra University Press) ou outra editora em Portugal. Tal iniciativa se encampa tendo em vista o bem-sucedido empreendimento de produção bibliográfica conjunta, no livro “A Filosofia transcendental e a sua Crítica. Idealismo. Fenomenologia. Hermenêutica”, consolidando, assim, a visibilidade institucional do PPGFil de suas produções.

Ademais, o Programa de Pós-graduação da UNIOESTE, por sua singular localização geográfica, abre vagas de Pós-Graduação em Filosofia aos países latino-americanos vizinhos e, com isso, fomenta, de forma sui generis, um maior diálogo e integração com outros centros de excelência da produção filosófica nacional e internacional. Nesse ritmo, novos convênios e parcerias estão sendo firmados para o quadriênio, em especial, com vistas a fortalecer as relações de investigação em âmbito de América Latina. Prova disso são dois importantes projetos.

O primeiro é o Projeto CAPES/UDELAR 045/2011 (Universidad de la Republica - Uruguay) - Da Filosofia à Educação: Conhecimento de si, cuidado de si, inquietude de si (2012-2013). Com a abertura do Edital 040/2011 da CAPES para projetos realizados em parceria entre universidades brasileiras e a Universidade da República Uruguaia – UDELAR, a UNICAMP, através do professor Dr. Sílvio Gallo, convidou alguns programas de pós-graduação com pesquisas em Filosofia da Educação, de universidades brasileiras, para concorrerem com um projeto em rede a fim de produzir pesquisas, a partir das obras do “último Foucault”, que visam uma educação orientada a construir um sujeito que pode e deve ser educado eticamente em determinada relação com si mesmo, repensada desde uma unidade entre ética e política. Considerando que este é um dos aspectos relevantes das pesquisas da Linha de Ética e Filosofia Política do Programa de Mestrado em Filosofia da Unioeste, que temos estudantes que vem produzindo suas dissertações voltadas para os estudos foucaultianos que versam sobre a temática da produção de subjetividades, consideramos importante aceitar o convite. O projeto foi aprovado para os anos de 2012 e 2013, sendo que a UNICAMP e a UDELAR são “instituições associadas” e a Unioeste, a UERJ e a PUC/Campinas são “instituições em rede”. O projeto aborda a relação entre filosofia e educação a partir de vários momentos na “história da verdade”: o momento “socrático-platônico”, o momento “estoico”, sobretudo através das figuras de Sêneca, Epiteto e Marco Aurélio, o momento “cartesiano” (da separação da inquietude de si e o conhece-te a ti mesmo) e o momento “foucaultiano” como volta ou retorno à inquietude de si, ao cuidado de si. Trata-se, então, de fazer uma genealogia (no sentido nietzscheano-foucaultiano) destes conceitos fundamentais. Pretende-se refletir acerca da possibilidade de uma educação que não deixe de lado a inquietude de si em relação ou em harmonia com o conhece-te a ti mesmo. Isto é, recolocar historicamente o fundamento filosófico da importância do educar a pessoa em sentido “integral”, corporal e afetivo, ademais de racional (o “somos corpo” nietzcheano, estaria integrando todos os aspectos numa proposta educativa). Uma educação orientada a construir um sujeito que pode e deve ser educado eticamente em determinada relação consigo mesmo, repensada desde uma unidade entre ética e política (a relação do sujeito com si mesmo afeta a comunidade e vice-versa). Por meio deste projeto comum, alguns intercâmbios vêm sendo realizados: tivemos, em 2012, a participação do professor Sílvio Gallo na Semana Acadêmica; a professora Ester Heuser foi convidada a participar de uma mesa redonda que tematizou a “Filosofia contemporânea e Educação” no II Congresso Latino Americano de Filosofia da Educação, ocorrido em março de 2013 na UDELAR, em Montevidéu; o mestrando Anemar Michael Ansolin, orientando da professora Ester Heuser, está realizando mestrado-sanduíche nesta Universidade – de março a julho de 2013 –, sob a orientação da coordenadora do projeto pela UDELAR Drª. Andrea Genis.

O segundo projeto é o Convênio (Termo de Cooperação) em curso com a Facultad de Filosofía y Letras da Universidade de Buenos Aires (UBA). Encontram-se, para ser assinado, na mesa dos respectivos reitores da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e da Universidad de Buenos Aires (UBA) o Termo de Anuência Institucional, com o qual firmaremos um convênio de cooperação, tanto para a recíproca realização de Visitas Técnicas, como para o intercâmbio de alunos (seja para envio em fluxo contínuo para doutorado-sandwich) e de professores na modalidade “Professor Visitante”, para trabalhar por um semestre inteiro na respectiva universidade. Junto a isso se dará a interação com os grupos de investigação que compõem a RAGIF (http://ragif.com.ar/) (Red Argentina de Grupos de Investigación en Filosofía), sediado na Faculdade de Filosofía y Letras, buscando a interação e o aprendizado do know-how em torno das atividades de publicação e eventos promovidos. Assim, trabalharão conosco no país vizinho a Profa. Dra. María Jimena Solé (Grupo de investigación sobre Spinoza y el spinozismo / Grupo de investigación sobre Idealismo), o Prof. Dr. Mariano Gaudio (Grupo de Investigación sobre Idealismo), o Prof. Dr. Julián Ferreyra (La Deleuziana / Grupo de investigación sobre Idealismo) e a Profa. Dr. Natalia Lerussi (Grupo Enlace / Grupo de Investigación sobre Idealismo).

Como resultado para esta interação interdepartamental almeja-se a publicação conjunta de artigos e livros, o incremento conteudístico das investigações em nossa universidade, seja do ponto de vista dos discentes que realizam pesquisa PIBIC/PICV e trabalhos de conclusão de curso (TCC), seja dos discentes que ingressaram no PPG nas modalidades de mestrado e doutorado.

 

Redes internacionais / Grupos de Pesquisa / Eventos

A política de intercâmbio tem se consolidado a partir da filiação do corpo docente em inúmeras redes ou grupos internacionais de pesquisa, além de eventos.

Com o apoio da Fundação Araucária, o professor Claudinei Aparecido de Freitas da Silva, por duas vezes consecutivas, participou, no período de 07 e 08 de agosto de 2009 e 12 e 13 de agosto de 2011, do II e III Simpósio Merleau-Ponty junto a UNSAM (Universidade Nacional de San Martín – Campus Miguelete) Buenos Aires   República Argentina. Tais Simpósios abriram, seguramente, um importante espaço de diálogo para se explorar o pensamento de Merleau-Ponty, sobretudo, no contexto da América Latina. Somado a isso, a participação, nesse evento, possibilitou, sobremaneira, estreitar laços interinstitucionais de cooperação e projetos de redes de pesquisa, efetivando, inclusive, a vinda de pesquisadores latino-americanos para a UNIOESTE nos anos subsequentes. Também, em março de 2012, por ocasião de seu estágio pós-doc, junto à Université Sorbonne de Paris, via bolsa da CAPES, o professor Claudinei participou do pioneiro evento Nouvelle Phénoménologie en France junto aos Archives Husserl (CNRS) ENS Paris, ARQUIVES HUSSERL, na École Normale supérieure, Salle Dussane, 45, rue d’ Ulm, Paris. Organizado por Jean-Claude Monod e Christian Sommer, além da abertura feito pelo professor Jocelyn Benoist, o evento congregou importantes pesquisadores renomados no campo da fenomenologia atual, entre os quais, Jean-Luc Marion, Renaud Barbaras, Marc Richir, Françoise Dastur, Jean-François Courtine, Eliane Escoubas, Jean-Louis Chrétien, Natalie Depraz, entre outros. Como súmula, o evento pretendeu abordar a "causa da fenomenologia" tal qual tem sido excepcionalmente bem defendida e ilustrada na França por numerosas obras que, além da recepção dos pensamentos de Husserl e Heidegger, têm, indelevelmente, exercido efeitos, em termos de intercâmbio, junto aos países germânicos de origem fenomenológica. Essas transferências e contra-transferências têm sido atestadas recentemente pelo importante trabalho de Hans-Dieter Gondek e László Tengelyi, Neue Phänomenologie em Frankreich (Berlim, Suhrkamp, ​​2011), que ofereceu uma vasta síntese das evoluções, temas e debates da fenomenologia na França, desde o início dos anos 80 até à geração atual. Assim, essas jornadas ocorridas permitiram que os principais representantes da "nova fenomenologia francesa" reagissem a essa síntese e discutissem as teses formuladas no livro.

O professor César Augusto Battisti tem se integrado a importantes redes internacionais de pesquisas que mantém eventos itinerantes. Foram organizados dois eventos de lançamento acerca das traduções realizadas. Um deles é o Minicurso Discurso do Método & Ensaios, de Descartes, realizado na Unioeste durante o XXIII Simpósio de Filosofia, tendo como ministrantes os tradutores: Pablo Mariconda (USP), “Questões sobre A dióptrica”; Paulo Tadeu da Silva (UFABC), O papel de Os meteoros na ciência cartesiana”; e César A. Battisti (UNIOESTE), “A Geometria como ensaio metodológico: problemas, objeto e verdades”. Além disso, o professor César dirigiu a Jornada de Lançamento Discurso do Método & Ensaios, de Descartes, realizado na USP, contando com as seguintes apresentações de tradutores e de convidados: “Unidade das ciências e das técnicas no Discurso do método & Ensaios de Descartes”, Pablo Rubén Mariconda (USP); “A teoria da verdade em Descartes no cruzamento entre a subjetividade e a modernidade”, Franklin Leopoldo e Silva (USP); “Metafísica resumida ou metafísica de novo tipo?”, Homero Santiago (USP); “A posição de A dióptrica nos Ensaios do método”, Pablo Rubén Mariconda (USP), “Os meteoros e primeiro confronto com a tradição”, Paulo Tadeu da Silva (UFABC), “A Geometria, seus problemas e sua dinâmica resolutiva”, César Augusto Battisti (UNIOESTE); “Conocimientos muy útiles para la vida: Sobre la utilidad del conocimiento, lo individual y lo colectivo en Bacon y Descartes”, Silvia Manzo (Universidad Nacional de La Plata), “Filosofia prática em Bacon e Descartes: questões relativas à conservação da saúde humana”, Luciana Zaterka (UFABC), “Métodos e doutrinas no cartesianismo”, Plínio Smith (UNIFESP). Ainda como resultado das atividades do GT Estudos Cartesianos, do qual o prof. César Augusto Battisti (UNIOESTE) é o coordenador, ocorreu o encontro do Grupo durante o XVIII Encontro Nacional da ANPOF, realizada em Vitória (ES), tendo havido 21 trabalhos aceitos e quase todos apresentados. Por fim, o professor César ainda organizou, com o apoio da Fundação Fausto Castilho de Campinas, o Congresso Internacional Descartes: Objeções e Respostas. O evento ocorreu no período de 25 a 27 de setembro de 2019, sediando, portanto, a sua 10ª. Edição. O Congresso contou com a participação de cinco palestrantes estrangeiros e cinco brasileiros. Houve boa participação dos estudantes no evento, tendo sido um de seus dias realizado em Foz do Iguaçu, com participação significativa de estudantes da UNIOESTE e também de estudantes e professores da UNILA.

O professor José Luiz Ames participou do Seminario Machiavelliano “Machiavelli: il popolo, le passioni, le istituzioni” – Janeiro de 2018 - Università degli Studi di Urbino "Carlo Bo" - Dipartimento di Economia Società Politica com a apresentação do trabalho: La teoria conflittuale della politica di Machiavelli: alternativa al paradosso moderno della relazione tra potere costituente e potere costituito?

O professor Luciano Carlos Utteich participou como conferencista nas V Jornadas de la Red Iberica de Estud(i)os Fichteanos (RIEF): “Fichte y la Educación” – V Jornades de la RIEF: “Fichte i l’educació”, em abril de 2019, na Universitat de Valéncia (Espanha), onde apresentou a conferência intitulada: “Educación por el revés de la letra en las Lecciones 6 y 7 de las Grundzüge de Fichte”.

O professor Marciano Spica, em parceria com os professores Agnaldo Cuoco Portugal (UnB) e Charles Taliaferro (St. Olaf College – EUA), do Topical Issue Latin American Perspectives on Religion publicado na Open Theology (2018), foi editor de uma revista do grupo De Gruyter. Publicaram, nesse número, artigos de pesquisadores do Brasil, México, Chile e África do Sul. Além de organizar tal número, o professor Marciano também publicou um artigo no referido Topical Issue intitulado Pluralism With Syncretism: A Perspective From Latin American Religious Diversity. Os artigos publicados no referido número especial podem ser acessados através da página da revista em: https://www.degruyter.com/view/j/opth.2018.4.issue-1/issue-files/opth.2018.4.issue-1.xml. O Professor Marciano ainda publicou artigo em língua inglesa intitulado Language, Belief and plurality: a contribution to understanding religious diversity na International Journal for Philosophy of Religion (vol 83, n. 2), um dos mais importantes periódicos sobre filosofia da religião nos Estados Unidos e pertencente ao grupo de revistas da Springer. Tal revista está ranqueada na Scientific Journal Ranking (SJR) da SCImago, com Q1. Ademais, o professor Marciano publicou um verbete intitulado Candomble no A dictionary of Philosophy of Religion (Second Edition), organizado por Charles Taliaferro e Elsa J. Marty e que foi publicado pela Bloomsbury Academic Inc., nos Estados Unidos.

O professor Rosalvo ainda participou do encontro anual da Associação Ernst Bloch, em Nürnberg/Alemanha, como apresentação de palestra. A palestra será publicada em alemão no Anuário da Associação (previsão para maio de 2020). Ademais, ele ministrou palestra na Universidade de Kassel/Alemanha onde estabeleceu vários contatos institucionais.A doutoranda Patrícia Riffel Almeida (orientanda do prof. Rosalvo) retornou de seu doutorado-sanduíche na Universidade de Kassel sob a orientação do prof. dr. Dirk Stederoth em abril de 2020. O professor Rosalvo também é membro permanente da Associação Ernst-Bloch, com sede em Nürnberg/Alemanha.

O professor Wilson Antonio Frezzatti Jr é membro, desde 2010, do GIRN (Groupe International de Recherche sur Nietzsche). O professor ainda publicou o capítulo “La physio-psychologie de Nietzsche: le diagnostic et l’élévation de la culture” na publicação do GIRN: BERTOT, C. et al. Nietzsche, penseur de l’afirmation (Presses Universitaires de Louvain, 2019). O professor ainda integra, desde 2017, ano de sua fundação, o Grupo Internacional HyperNietzsche. Em novembro de 2019, foi realizada a II Biennale Nietzschiana em Paris, França. Wilson A. Frezzatti Jr. apresentou a conferência: “La psychologie et les critiques de la métaphysique chez Théodule Ribot et Nietzsche”. O professor Stefano Busellato, pesquisador italiano, também integra o Grupo Internacional HyperNietzsche do qual é também membro fundador. Ele apresentou a conferência “Pierre Hadot interprete di Nietzsche”. O professor Stefano Busellato é ainda membro do CRIX, Centre de Recherches Italiennes, Université Paris Ouest Nanterre la Défense no qual é convidado anualmente para proferir um minicurso aos discentes de pós-graduação dos cursos de língua e literatura italiana. Ademais, o professor é membro fundador do Seminário Nietzschiano Permanente que organiza anualmente um encontro de estudo itinerante em uma universidade italiana a cada edição.

Traduções: vários docentes do PPGFil têm se envolvido diretamente com trabalhos de tradução. Entre eles, os professores César Augusto Battisti, Claudinei Aparecido de Freitas da Silva, Luciano Carlos Utteich, Marcelo do Amaral Penna-Forte e Rosalvo Schutz. O professor César Battisti integra o Grupo de Estudos e de Tradução Descartes. Embora constituído sem formalização oficial e formado por diferentes membros para cada atividade, o Grupo tem desenvolvido atividades de tradução e de estudos ao redor do pensamento de Descartes, bem como atividades de integração com pesquisadores estrangeiros. Como principal resultado na área de tradução, em 2009, o professor César Battisti traduziu, junto a editora da Unicamp, O mundo ou Tratado da luz, de René Descartes, obra essa reeditada em 2016. Neste último ano, ainda, o professor César publicou a tradução de Descartes segundo a ordem das razões, de Martial Gueroult (versão essa preparada por diversos pesquisadores). Já, em 2018, foram publicadas as traduções das obras de Descartes de 1637, em um único volume, com 525 páginas (Discurso do Método & Ensaios: Dióptrica, Meteoros e Geometria pela editora da Unesp. Esse outro projeto, de alto alcance, foi organizado por Pablo Rubén Mariconda e cotraduzido por César Augusto Battisti, Érico Andrade, Guilherme Rodrigues Neto, Marisa Carneiro de Oliveira Franco Donatelli, Pablo Rubén Mariconda, Paulo Tadeu da Silva. Trata-se, pois, de publicação inédita, em língua portuguesa, na qual se encontram reunidos os textos de 1637 em um único volume constituindo uma unidade, como era desejo do autor francês.

Membro efetivo da Association International "Présence de Gabriel Marcel" de Paris, o professor Claudinei A. F. Silva, sob o apoio institucional da mesma, e, com o selo editorial da Edunioeste, vem publicando uma série de trabalhos. Em 2017, por ocasião dos 90 anos de publicação de o Diário Metafísico (Journal Métaphysique) (1927) de Gabriel Marcel, o referido professor organizou em parceria com o professor italiano Franco Riva, renomado estudioso do filósofo francês e docente da Università Cattolica del Sacro Cuore di Milano, o Compêndio Gabriel Marcel. A coletânea que inaugura a Série “Fenomenologia e Existência” publicada com o selo da EdUNIOESTE e prefaciada pela Association International ‘Présence de Gabriel Marcel’ e pelos Arquives Husserl de Paris dos quais os organizadores são membros efetivos, marca uma significativa presença internacional reunindo 21 especialistas em torno da obra de Marcel sendo dois franceses, oito italianos, um espanhol, dois argentinos, um português e oito brasileiros. Um ano depois, em 2018, o professor Claudinei traz a lume, a tradução dos Fragments Philosophiques (1909-1914) de Gabriel Marcel (Paris/Louvain: Vrin/Nauwelaerts, 1961), obra seminal do pensador francês. A bem da verdade, a produção faz parte de um projeto maior de tradução em curso dos escritos marcelianos. Isso tanto é verdade que, nessa perspectiva, se encontra, em curso, a tradução de Les hommes contre l’humain; préface de Paul Ricœur. Paris: Editions Universitaires, 1991; projeto esse com previsão de edição em 2021, ano em que se celebra os 70 anos de sua publicação.

O professor Marcelo do Amaral Penna-Forte traduziu, pela editora da Unesp, em 2011, o clássico de Thomas Kuhn, A tensão essencial, livro com 404 páginas. Trata-se, indubitavelmente, de uma obra na qual Kuhn busca realçar alguns traços da atividade científica – a inovação e a revolução teóricas, o significado e o alcance da medição, o fenômeno da rejeição e da recepção do conhecimento novo e a natureza da “ciência normal”.

Já o professor Rosalvo Schütz traduziu, do original alemão, o livro A relação dialética do homem com a natureza: estudos histórico-filosóficos sobre o problema da natureza em Karl Marx, de Wolfdietrich Schmied-Kowarzik, publicado em março de 2019, pela Edunioeste. O livro já foi lançado em 04 eventos (Porto Alegre, Toledo, Foz do Iguaçu e Campo Grande). O professor ainda traduziu e publicou 04 artigos do original alemão para o português: A práxis e a compreensão da práxis: sobre as teses ad Feuerbach, de Woldietrich Schmied-Kowarzik (Revista Problemata); Ernst Bloch: esperança por uma aliança entre história e natureza, de Woldietrich Schmied-Kowarzik (Revista Véritas); Horkheimer e as tentações da Teoria Crítica de Christoph Türcke (Revista Problemata); Marx em Hessen: um campo complexo e em disputa de Joachim Hirsch (Revista Problemata).

Participação estrangeira em Bancas de Defesa

O professor Dr. André do Nascimento Barata da Universidade da Beira Interior, em Portugal, participou da banca de defesa final da doutoranda Marivânia Cristina Bocca cuja tese intitula-se: A transcendência vivida em sua temporalidade: Sartre e a experiência psicopatológica.

Maria Cristina Fornari, professora da Universitá di Salento (Lecce, Itália), também membro do Grupo Internacional HyperNietzsche e coorientadora do doutorando Neomar S. Mignoni. Ela participou da banca de defesa deste último, intituladaA noção de ciência no Humano, demasiado humano de Nietzsche: de seus antecedentes à elevação da cultura”.

Emmanuel Salanskis (Université de Strasbourg, França), também membro do GIRN (Groupe International de Recherche sur Nietzsche) e do Grupo Internacional HyperNietzsche, é coorientador da doutoranda Célia Machado Benvenho. O professor participou, por videoconferência, do exame de qualificação da doutoranda: “O giro retórico na filosofia do jovem Nietzsche”. A professora e pesquisadora Andrea Diaz Gênis (UDELAR – Universidad de la Republica Uruguaia) participou da banca de defesa final da Tese de Fabio Batista intitulada “Foucault e as utopias das Luzes: Panóptico e Esclarecimento”, por videoconferência.

Doutorado-sanduíche

Outra experiência altamente exitosa em termos de internacionalização é o estágio sanduíche de doutorado de nossos formandos. Só a título de amostra, desde 2018, vários doutorandos realizaram estágio no exterior. Eles passaram a viver a experiência de estágio, por seis meses cada um, a partir do financiamento do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior – PDSE, da CAPES. Esses doutorandos estiveram e estão vinculados a universidades e orientadores com os quais o Programa e alguns de seus membros docentes mantêm algum tipo de vínculo de pesquisa. As expectativas em relação a essa nova experiência é que se trata de uma singular oportunidade para: aprofundar aspectos teóricos das teses; estabelecer relações duradouras com grupos de pesquisa estrangeiros; abrir frentes de pesquisa para os futuros doutorandos; viver experiências de morar e estudar em outros países; divulgar o Programa para possíveis interessados em realizar intercâmbios conosco. Tudo isso, é claro, tendo em vista a ampliação da internacionalização do Programa. Para 2020, a CAPES, não reabriu o Programa PDSE, somado o agravante da crise pandêmica relativa à covid19. Isso, lamentavelmente, acabou por impactar, de maneira drástica, tanto na formação de nossos doutorandos quanto em termos de uma política de internacionalização mais cooperativa. Entre os acadêmicos que realizaram o estágio, pode-se elencar:

1) Anna Lorenzoni, orientanda do Prof. Rosalvo Schütz, doutorado-sanduíche na Universidade de Koblenz/Landau (Alemanha), sob coorientação da Profª. Drª. Francesca Vidal (presidente da Sociedade Internacional Ernst Bloch). Projeto: "'Não esqueça o melhor': apontamentos sobre a ética em Ernst Bloch". Período no exterior: setembro de 2017 a fevereiro de 2018.

2) Neomar Sandro Mignoni, orientando do Prof. Wilson A. Frezzatti Jr., doutorado sanduíche na Universidade de Lecce (Itália), sob coorientação da Prof. Drª. Maria Cristina Fornari. Projeto: “Le letture scientifiche di Nietzsche in Umano, troppo umano”. Período no exterior: outubro de 2017 a março de 2018.

3) Marivânia Cristina Bocca, orientanda do Prof. Claudinei A. F. Silva, e coorientanda da professora doutora Daniela Ribeiro Schneider (UFSC), realizou, com recursos próprios, um período sanduíche de três meses, junto à Universidade da Beira Interior sob a orientação do professor doutor André Nascimento Barata tendo como projeto “A transcendência vivida em sua temporalidade: Sartre e a experiência psicopatológica”. Período no exterior: abril a junho de 2019.

4) Litiara Kohl Dors, orientanda do Prof. Claudinei A. F. Silva, realizou doutorado-sanduíche na Université Paris I/Panthéon-SORBONNE sob a coorientação do Prof. Dr. Renaud Barbaras tendo como projeto: “O ausente presente: Merleau-Ponty e o inconsciente primordial”. Período no exterior: novembro de 2018 a maio de 2019.

5) Evânio Márlon Guerrezi: orientando da Prof. Ester Heuser, realizou doutorado-sanduíche na Universidad de Buenos Aires (Argentina) sob a coorientação do prof. Dr. Gonzalo Aguirre, desenvolvendo a pesquisa “Democracia Intempestiva e Estado Terminal: um estudo político com Spinoza, Deleuze e Guattari”. Período no exterior: novembro de 2018 a maio de 2019.

6) Fabiana de Jesus Benetti: orientanda do Prof. José Luiz Ames, realizou doutorado sanduíche na Università di Urbino “Carlo Bo” (Itália), sob a coorientação do prof. Dr. Stefano Visentin, desenvolvendo a pesquisa “O conceito de povo em Maquiavel: uma análise a partir da História de Florença e do Discurso sobre as Formas de Governo de Florença após a morte do Jovem Lorenzo de Medici”. Período no exterior: novembro de 2018 a maio de 2019.

7) Marcos Alexandre Borges: orientando do Prof. César A. Battisti, realizou doutorado sanduíche na Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne, sob a coorientação do professor Denis Kambouchner tendo como projeto "O conceito de ideia e a resolução do problema do solipsismo na metafísica cartesiana". Período no exterior: setembro de 2019 a fevereiro de 2020.

8) Patrícia Riffel de Almeida: orientanda do Prof. Rosalvo Schütz, realizou doutorado Sanduíche na Universidade de Kassel/Alemanha de setembro de 2019 a março de 2020, sob a coorientação do prof. Dr. Dirk Stederoth tendo como projeto: “Eticidade e intersubjetividade na Filosofia do Direito de Hegel”. Período no exterior: novembro de 2019 a abril de 2020.

9) Ademir Menin: orientando do Prof. Roberto S. Kahlmeyer-Mertens, o aluno realizou doutorado sanduíche na Pontificia Gregoriana de Roma (Itália), sob a supervisão do Prof. Dr. Pavel Rebernik, desenvolvendo a pesquisa “O conceito de tempo em Heidegger segundo a perspectiva de Santo Agostinho”. Período no exterior: agosto de 2019 a fevereiro de 2020.

10) Célia Machado Benvenho: orientanda do Prof. Wilson A. Frezzatti Jr, realizou seu doutorado sanduíche na Université de Strasbourg (França), sob coorientação de Emmanuel Salanskis. Sua pesquisa intitula-se “O giro retórico na filosofia do jovem Nietzsche”. Período no exterior: novembro de 2019 a abril de 2020.

Por fim, cabe ressaltar que os doutorandos, que retornam ao país, fazem a socialização de suas experiências nas atividades de recepção aos calouros da Graduação e da Pós-graduação, a fim de fomentar o interesse e o desejo dos estudantes para que criem, com antecedência, as condições para também desfrutarem de oportunidades de formação como essas.

Produção discente

É oportuno também ressaltar, algo raro ou esporádico na área, a publicação de trabalhos de discentes no exterior. Prova disso são os artigos de autoria dos doutorandos Marcos Alexandre Borges, intitulado “Il cogito è uma rappresentazione? Un dibattito sull’interpretazione rappresentativa del presupposto della metafisica cartesiana”, editado no prestigiado periódico italiano Giornale Critico di Storia delle Idee - Studi Cartesiani tra Europa e Brasile: Cartesian Studies between Europe and Brazil, v. 1, p. 167-179, 2018; e de Fabio Batista, intitulado “Sobre a questão: ‘o que é esclarecimento [aufklärung]’, na Revista uruguaia “Fermentario”, do Departamento de Historia y Filosofía de la Educación del Instituto de Educación de la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación, Universidad de la República.

Estágio pós-doutoral

O prof. Dr. Stefano Busellato, proveniente da Itália, é nosso pós-doutorando desde junho de 2016, sob a supervisão do professor Wilson A. Frezzatti Jr. tendo sua bolsa renovada até o final do primeiro semestre de 2021. Afora isso, ele se integrou na categoria de professor permanente do PPGFil. Sua atividade tem sido bastante intensa publicando, pois, artigos, ministrando palestras, organizando eventos, minicursos e participando de eventos (nacionais e internacionais) e de grupos de estudos. O projeto de pesquisa realizado em 2018 intitula-se “Análise imanente e filológica de Assim falou Zaratustra de Friedrich Nietzsche”. Seu projeto, a partir de 2019, se concentrará na tradução e publicação das Lições sobre os pré-platônicos de Nietzsche.

 

Endereço:

Unioeste/Toledo/PPGFil
Rua da Faculdade, 645 - Jd. Santa Maria - Toledo/PR - Prédio da Filosofia - Sala da Secretaria do Programa e dos Professores - 2º piso - CEP: 85.903-000 - TOLEDO - PR