Logo Unioeste
bannerposgraduacao

Mestrado Profissional em Administração

 

Corpo Docente (Clique no nome do docente para ver o Lattes)

Linha de Pesquisa 1: Estratégia e Competitividade 

Esta linha de pesquisa tem como foco de estudo as práticas administrativas das organizações o diagnóstico estratégico, bem como suas dinâmicas competitivas e cooperativas. Analisa-se ainda a interpretação dos cenários, a evolução do potencial competitivo e a Estratégia como prática social sustentável.

Grupo de Pesquisa em Estratégia e Competitividade - GPEC

Docentes

Projeto Eixo de Pesquisa

Disciplinas

Prof. Dr. Claudio Antonio Rojo

Cenários estratégicos e competitivos

Esse projeto tem como objeto de investigação as variáveis críticas que se configuram como os fatores de sucesso para a projeção de cenários estratégicos. O estado da arte do projeto consiste em identificar em publicações de periódicos nacionais e internacionais os estudos recentes e relevantes de ganhos competitivos no campo estratégico de cenários. O objeto pesquisado se trata de organizações e seu desempenho competitivo. Os objetivos do projeto são interpretar e identificar as tendências para projetar os cenários futuros. O método da pesquisa se baseia em surveys, teoria fundamentada de dados e análise. A validação consiste em aplicação de técnicas como a Delphi para identificação de variáveis, ferramentas de diagnóstico estratégico e modelos de simulação de cenários. Os resultados esperados são centrados em capacitar os alunos para aplicar estratégias competitivas nas organizações locais e regionais para geração de riqueza, com base em cenários de abrangência nacional e internacional.

Cenários Estratégicos e Competitivos

(obrigatória, 30h)

Oficina I - Atividades de Intervenção nas Organizações

(obrigatória, 30h)

Profª Dra. Delci Grapegia Dal Vesco

Gestão de ativos intangíveis

Este projeto objetiva sistematizar a avaliação de ativos intangíveis, os quais sirvam de subsídio no processo decisório na gestão de valor das empresas no que tange a investimentos, processo de fusões e aquisições, concessão ou obtenção de empréstimos. Utiliza-se o método dedutivo, partindo-se da literatura global existente, e o indutivo para investigação de variáveis agregadoras de valor. Utiliza-se também, a descrição matemática para descrever as variáveis quantitativas de ativos intangíveis ancorados por métodos estatísticos. Emprega técnicas tais como survey, no que tange ao levantamento de variáveis geradoras de ativos intangíveis e a técnica de garimpagem de dados. Utiliza-se ainda, do estudo de caso para aprofundar os conhecimentos sobre ativos intangíveis. As variáveis quantitativas são pesquisadas a partir das demonstrações contábeis e nos planos de investimentos da empresa. As variáveis qualitativas são pesquisadas com a técnica survey e Delphi. Os resultados esperados são a sistematização da avaliação de ativos intangíveis para organizações com fins lucrativos, útil para o processo decisório e gestão do retorno sobre investimento, de lucros realizados e futuros, desempenho global e específicos, que impactam na geração de riquezas e de competitividade das empresas. Ainda, é útil no processo de fusões e aquisições, joint-ventures, leituras de balanços, concessão e obtenção de empréstimos, pois, evidencia o real valor das empresas, considerando marca, conhecimento, tecnologia e percepção de valor.

Gestão de Ativos Intangíveis

(eletiva, 30h)

Prof. Dr. Ivano Ribeiro

Estratégia e Tomada de Decisão

Pensamento e pesquisas em tomada de decisão estratégia. Principais referências e abordagens que influenciam o campo organizacional e gerencial. Dinâmica ambiental e organizacional. Processos e modelos de decisão estratégica. Comportamento e racionalidade. Composição, diversidade e contexto social na gestão dos negócios.

Estatística Aplicada à Administração com o uso de SPSS

(obrigatória, 15h)

Estratégia e tomada de decisão

(eletiva, 30h)

Prof. Dr. Marcio Nakayama Miura

Comportamento do Consumidor

O estudo sobre comportamento do consumidor envolve a relação entre o consumidor e o mundo em sua volta. Esse processo é dinâmico e está em constante evolução, em especial por sua característica multidisciplinar com visões e abrangências diferentes. Os pesquisadores da área representam praticamente todas as disciplinas das ciências sociais e dessa diversidade provém uma perspectiva de pesquisa dinâmica e complexa, incluindo a escolha de metodologias adequadas de investigação com potencial de apoio estratégico para as organizações. A disciplina tem como objetivo a reflexão sobre como em quase todos os momentos da vida de um indivíduo ele se envolve em algum tipo de comportamento de consumo e os reflexos que novos modelos comportamentais que poderão surgir implicam nas estratégias organizacionais.

Comportamento do Consumidor

(eletiva, 30h)

Prof. Dr. Ronaldo Bulhões

Gestão estratégica e análise econômica nas organizações

Este projeto visa à análise do ambiente e tendências econômicas, mercadológicas e tecnológicas, por meio de diferentes métodos e técnicas de análise econômica e de gestão, com vistas ao planejamento estratégico das organizações, tendo como objetivo a sustentabilidade e perpetuação do negócio. Neste estudo, utilizam-se diferentes técnicas de análise econômica, financeira e de gestão, combinando conceitos teóricos com atuações práticas na formulação de modelos de gestão estratégicas em organizações, de forma a torná-las mais competitivas. Os métodos e técnicas utilizados no estudo são os de análise do ambiente interno e externo das organizações com vistas a identificar seus pontos fortes e fracos, tais como: Modelos de Análise Regional, Modelo de Projeções, Análise de Cenários, Estudo de Mercado, BSC, CANVANS, BI, Métodos e Técnicas de Análise Financeira. Os resultados esperados são a consolidação dos métodos e técnicas atuais e o desenvolvimento de novos modelos de gestão e formulação de estratégias visando aplicação a prática nas organizações, de forma que o negócio se torne sustentável e perpetue.

Oficina II - Atividades de Intervenção nas Organizações

(obrigatória, 30h)

Gestão Estratégica e Análise Econômica nas Organizações

(eletiva, 30h)

Linha de Pesquisa 2: Sustentabilidade

Esta linha tem como foco de estudo os conceitos e práticas de gestão ambiental, os investimentos e o tratamento contábil de organizações na cadeia de valor do agronegócio. Adicionalmente, estuda-se a sustentabilidade dos empreendimentos no contexto da inovação e da competitividade.

Grupo de Pesquisa em Sustentabilidade

 

Docentes

Projeto Eixo de Pesquisa

Disciplinas

Prof. Dr. Edison Luiz Leismann

Sustentabilidade financeira em organizações do agronegócio

Em um ambiente em constante mudança, é necessário avaliar o posicionamento das organizações em relação aos stakeholders, visando mantê-las sustentável em longo prazo. Este projeto tem por objetivo estudar os aspectos econômicos, financeiros, sociais e ambientais envolvidos na sustentabilidade das organizações do agronegócio. A maior cobrança da sociedade em relação às questões ambientais e sociais forçou as organizações a incorporar esses conceitos em seus objetivos estratégicos. Os métodos utilizados são: Análise Multivariada, como Análise Discriminante, Regressão Logística e Redes Neurais, além das tradicionais Técnicas de Estatística Descritiva e Classificação de Dados. Também são utilizados métodos econométricos, aplicados aos dados econômico/financeiros. Os resultados esperados são a consolidação e o desenvolvimento de modelos de avaliação da sustentabilidade das organizações do agronegócio, permitindo, assim, contribuir para com a sociedade paranaense e brasileira, por meio do sucesso das organizações locais e regionais.

Gerenciamento de Risco

(eletiva, 30h)

Profª Dra. Elizandra da Silva

Gestão da Inovação e tecnologia

Este projeto objetiva investigar os elementos essenciais para gerar inovação nas organizações, possibilitando a compreensão de aspectos contextuais e sistêmicos que a afetam, bem como os campos e mecanismos para aplicação, de modo a contribuir para a competitividade e sustentabilidade das organizações da região. O campo de estudo inclui organizações do setor público ou privado, organizações do terceiro setor, ou ainda organizações de ensino superior, bem como populações e comunidades de interesse para o tema (geradoras ou receptoras de tecnologias ou inovações), atendendo-se aos objetivos das linhas de pesquisa de Sustentabilidade no Agronegócio e de Estratégia e Competitividade. Quanto aos métodos da pesquisa, os estudos realizados serão análises teóricas ou empíricas, por meio de pesquisas de campo, levantamento bibliográficos, estudos de caso e aplicações de propostas inovadoras em empreendimentos locais, incluindo discentes do mestrado e iniciação científica, sempre que possível. Como resultados espera-se apresentar dados que forneçam às organizações subsídios para decisões relacionadas ao uso e disseminação de tecnologias, bem como favoreçam o desenvolvimento de capacidades regionais e setoriais para a inovação, incluindo a perspectiva ambiental e social nestas decisões.

Gestão de Projetos

(obrigatória, 15h)

Gestão da Inovação e Tecnologia

(eletiva, 30h)

Innovation for Sustainability

(eletiva, 15h)

Prof. Dr. Geysler Rogis Flor Bertolini

Estudos de viabilidade em projetos ambientais

O estado da arte em viabilidade de projetos ambientais está em crescimento no mundo acadêmico, político e empresarial. A sociedade está se voltando para a importância da consideração ambiental e seus impactos na qualidade de vida da população, porém espera-se que haja viabilidade na perspectiva dos negócios. Este projeto visa à identificação de viabilidade financeira, econômica, mercadológica, social e tecnológica, por meio de diferentes métodos de estudo de previsão, tendo em vista os impactos das exigências dos consumidores em relação às questões do meio ambiente e tendências do futuro. As pesquisas são realizadas com acadêmicos, cidadãos e consumidores em geral, aplicando pesquisas de opinião e experimentos. Os métodos utilizados no estudo são: modelo de mensuração do grau de consciência ambiental, do consumo ecológico e dos critérios de compra dos consumidores; modelo de sistematização das etapas da ACV; modelo para a identificação do volume de investimentos na fabricação de produtos ecologicamente corretos. Os resultados esperados nas conclusões das pesquisas são informações relevantes que forneçam às organizações subsídios para construção de suas estratégias empresariais, utilizando a variável ambiental, atendendo as demandas dos ecossistemas para gerar riqueza aos empreendedores do agronegócio e da agricultura familiar regional.

Estudos de Viabilidade em Projetos Ambientais

(obrigatória, 30h)

Prof. Dr. Jerry Adriani Johann

Cenários do agronegócio

Este projeto-eixo visa à aplicação de ferramentas na análise de cenários do agronegócio. São combinadas técnicas de análise estatística quantitativa e qualitativa, além da utilização de técnicas de mineração de dados (data mining) que visam descobrir conhecimento a partir da análise de grandes bancos de dados, comuns no gerenciamento de empresas. Como resultado, espera-se possibilitar ao administrador, a partir dos dados que dispõe ou do planejamento da coleta de dados a ser executado, entender as inter-relações existentes e com base nisto, subsidiar a tomada de decisão baseada na análise de diferentes cenários, aplicado ao entendimento do futuro do agronegócio e sua influência nas decisões dos empreendimentos do oeste do Paraná

Métodos Quantitativos de Pesquisa

(obrigatória, 30h)

Profª Dra. Loreni Teresinha Brandalise

Gestão ambiental e organizacional

Caracteriza-se pelo entendimento das práticas de Gestão ambiental identificadas em publicações de periódico nacionais e internacionais recentes. O objetivo é desenvolver a sensibilidade e a conscientização acerca da responsabilidade social e ambiental da organização, bem como apresentar os impactos ambientais negativos gerados pelas atividades das empresas e as soluções para mitigação dos mesmos para compreender os princípios de sustentabilidade e a interface com as organizações, demonstrando os aspectos de cooperação e de conflitos e os avanços em relação à problemática ambiental. Neste estudo busca-se abordar os distintos modelos e instrumentos de gestão ambiental com os respectivos indicadores. Como método de pesquisa para identificar e analisar a estratégia das organizações em suas diferentes dimensões utiliza-se estudos de caso, teoria fundamentada de dados e surveys. Como resultado espera-se demonstrar que as ações sustentáveis podem ser fonte de lucratividade para as organizações.

Gestão Ambiental e Organizacional

(obrigatória, 30h)

Profª Dra. Sandra Mara Stocker Lago

Estudos em sustentabilidade

Caracteriza-se pelo estudo da sustentabilidade e a interação com a tecnologia de informação. O objetivo é compatibilizar os instrumentos de sistema de informação aplicados à gestão ambiental, especificamente à logística reversa e gerenciamento de resíduos. Por meio de pesquisas aplicadas, neste estudo busca-se demonstrar que a utilização eficiente dos recursos tecnológicos como instrumentos de gestão ambiental podem proporcionar o aumento de competitividade organizacional, bem como contribuir com a mitigação dos impactos ambientais gerados pelos diversos resíduos industriais.

Seminário de Trabalho Técnico-Científico

(obrigatória, 30h)



Endereço:

Unioeste/Campus de Cascavel
Rua Universitária, 2069 - Sala 78 - 3º andar - Jardim Universitário - Cascavel - PR – Cep: 85819-110