Logo Unioeste

REFORMATURA FINAIS 75

“Melhor ficar de frente, porque de lado destaca a barriga”, divertia-se um “reformando” com antigos colegas, ao fazer poses para fotos, momentos anteriores à cerimônia em homenagem aos primeiros formandos de ensino superior de Foz do Iguaçu, realizada na noite de quinta-feira (22), no auditório da Universidade Estadual do Oeste do Paraná Campus de Foz do Iguaçu. O evento foi realizado em referência aos 40 anos de ensino superior no município, comemorados este ano. 

Trinta e seis anos depois daquele agosto de 1983, vinte e cinco representantes das turmas de Administração e Ciências Contábeis da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (Facisa) celebraram uma noite de muitas histórias, reencontros e emoção. Também participaram da cerimônia o chefe de Informações da Divisão de Informações e Relações Internacional da Superintendência Geral de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior do Paraná Jonathan Dieter, o vice-reitor da Unioeste Moacir Piffer, diretores, professores e servidores do passado e do presente.

Para um dos homenageados de Administração, professor e ex-diretor-geral de campus Leônidas Camargo, ser os primeiros trouxe grandes desafios aos estudantes. “Lembro daqueles domingos na Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu (primeira sede da Facisa), estudando o dia todo, aproveitando aquele “intensivão” de professores que vinham de grandes centros a Foz, e da “peregrinação”, em busca de uma sede, após várias mudanças”, relembra. “Mas essa dificuldade deu a capacidade de chegar até aqui e alcançado o sucesso que alcançamos”, comemora.

“É uma honra poder fazer parte desse marco histórico para Foz do Iguaçu, porque com esses cursos se iniciou a construção de uma cidade com vocação universitária”, disse o formado em Ciências Contábeis Elias João Dandolini, que, posteriormente, se tornaria professor e coordenador do curso, já enquanto Unioeste. O ex-docente, que atuou por mais de 34 anos na universidade, mostro aos presentes uma página de jornal de 15 de agosto de 1979, com os nomes dos aprovados no primeiro vestibular da instituição.

Para a primeira diretora da Facisa, Hildegard Ghisi, a dona Tutti, “essa turma já mostrou em suas vidas profissionais que, quando a intenção é de se aperfeiçoar, estudar, todos os esforços são válidos. Eles experimentaram todas as dificuldades, mas também alegrias. Eles são heróis dessa jornada, que se iniciou 40 anos atrás”, elogia.

“Se vão embora, vão se desligar de Foz”

Celebrado como um dos principais responsáveis pela implantação da Facisa, o ex-diretor da fundação mantenedora da instituição, Narciso Valiati (falecido em fevereiro deste ano) foi representado pela esposa Maeli Valiati. Segundo ela, a obstinação do marido tinha o propósito de, no futuro, permitir que os jovens do município pudessem cursar o ensino superior sem a necessidade de sair para outras cidades.

“Há mais de 40 anos ele falou: ‘Maeli, precisamos criar uma faculdade em Foz do Iguaçu, para que nossos filhos não precisem ir embora para fazer curso superior. Se eles vão embora, acabam se desligando da cidade e não querem voltar’”, relembra Maeli.

Segundo Hildegard Ghisi, a atuação dos diversos setores de Foz do Iguaçu contribuíram para concretizar a proposta. “Fui convidada pelo professor Narciso para ajudar a formatar as iniciativas que estavam em gestação. A universidade era uma demanda da cidade, tanto que todas as organizações sociais e políticas da cidade tiveram envolvimento no processo”, afirmou.

Homenagens - Durante o evento também foram homenageados servidores aposentados da universidade. Para o diretor-geral do campus, Fernando José Martins, todo o trabalho realizado pelo corpo técnico do campus para reunir diferentes gerações da instituição resultou num momento de muita emoção.

“Foi um muito emocionante poder reunir essas pessoas que fizeram a história da Unioeste. É um momento de congraçamento, que garante a construção e o rememorar dessa linda história do ensino superior em Foz do Iguaçu”, comemorou.

Ao fim da cerimônia, a Unioeste Foz do Iguaçu foi homenageada pelo Conselho Regional de Administração, representado pelo seu presidente Sérgio Pereira Lobo, e pelo Conselho Regional de Contabilidade, representado pela delegada do órgão Nita Buzanelo. O campus recebeu também duas placas comemorativas, presenteadas pelo professor do curso de Ciências Contábeis Adilson Pasini.

Música “40 Anos” – Especialmente para marcar as quatro décadas de ensino superior em Foz, o egresso, e agora professor do curso de Letras, Joni Fontella compôs a música “40 anos”, onde destaca épocas e pessoas especiais em sua trajetória acadêmica. A canção foi feita em parceria com o músico Altai Veloso e tem a participação de Lucas Moura. Um clipe foi gravado no campus e teve participação de servidores da universidade. A produção será lançada na segunda-feira, dia 26.

Texto: Marcos Oliveira

Foto: Marcos Oliveira
REFORMATURA FINAIS 12

REFORMATURA FINAIS 11