Logo Unioeste

logo nute

O que é Telemedicina?
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS – http://www.who.org), Telemedicina compreende a oferta de serviços ligados aos cuidados com a saúde, nos casos em que a distância é um fator crítico; tais serviços são prestados por profissionais da área da saúde, usando tecnologias de informação e de comunicação para o intercâmbio de informações válidas para diagnósticos, prevenção e tratamento de doenças e a contínua educação de prestadores de serviços em saúde, assim como para fins de pesquisas e avaliações.

Quando a distância é um fator crítico, a oferta de serviços de saúde é prestada por profissionais com o apoio de tecnologias de informação e compartilhamento de dados. Esse sistema, que compreende o intercâmbio de informações, é chamado de Telemedicina, e foi implantado no Brasil na década de 1990. Conforme a resolução 1.643/2002 do Conselho Federal de Medicina, telemedicina é o exercício da medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde. Grande parte das áreas da medicina atual já utiliza recursos de tecnologia para armazenar e compartilhar informações. A prática, além de possibilitar o desenvolvimento da medicina à distância, abre caminho para a oferta de serviços de saúde em comunidades distantes. Dentre os serviços de telemedicina mais conhecidos estão o telediagnóstico por imagem, a consulta on-line, a videoconferência médica e a educação à distância. 

O que é a Rede Universitária de Telemedicina?
A Rede Universitária de Telemedicina é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, apoiada pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e pela Associação Brasileira de Hospitais Universitários (Abrahue) e coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que visa a apoiar o aprimoramento de projetos em telemedicina já existentes e incentivar o surgimento de futuros trabalhos interinstitucionais.

  • No ano 2007, se deram as primeiras aproximações com o propósito de criar uma laboratório de Telemedicina. O Prof Chão Lung Wen (USP) visitou o curso de medicina da Unioeste e fez uma palestra: Telemedicina e Telessaúde.

  • Em 2007, o HUOP foi inserido no Projeto Piloto Nacional de Telessaúde em Apoio à Atenção Básica no Brasil e na Rede Universitária de Telemedicina RUTE. A partir daquele ano foram realizadas inúmeras participações na (RUTE) através dos Grupos de Interesse Especial (SIG).

O Núcleo de Telemedicina do HUOP foi criado em 08/12/2011 pela Resolução nº 119/2011- COU com o objetivo de desenvolver programas educacionais baseados em tecnologia para graduação e pós-graduação em Medicina e os demais cursos das Ciências da Saúde entre os diversos Campi da Unioeste. Além do ensino, é uma importante ferramenta para Pesquisa Multicêntricas, facilitando a integração com diversos centros de pesquisa, permitindo a otimização de tempo e custos por meio do compartilhamento de dados e padronização de estudos. A Unioeste através do NUTE, pode integrar-se também a projetos de abrangência nacional, inserindo-a no contexto dos mais importantes centros universitários do país.

O NUTE tem por finalidade: 
  • O desenvolvimento de programas educacionais baseados em tecnologia para servir como campo de ensino e treinamento para os estudantes dos cursos de graduação e pós- -graduação da área da saúde; 
  • O desenvolvimento de atividades para disponibilizar uma segunda opinião a distancia para as Unidades de Atendimento Básico, primário ou secundário;
  • A realização de triagem de pacientes, apoio ao diagnóstico e tomada de decisões a distancia;
  • A integração aos Centros de Pesquisa nacionais e internacionais, permitindo a otimização de tempo e custos por meio do compartilhamento de dados e padronização de estudos;
  • A participação de atividades desenvolvidas pela Rede Universitária de Telemedicina (Rute) coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa;
  • Treinamento de profissionais médicos e não médicos; 
  • Apoio às Campanhas de Saúde e ao Programa de Saúde em Família.