Logo Unioeste
A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) por intermédio do PARFOR - Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica desenvolvido pela Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Secretaria Estadual de Educação SEED e Secretarias Municipais de Educação, estará ofertando novas turmas e cursos para o segundo semestre de 2013.

Estarão sendo ofertadas pela UNIOESTE 400 vagas. O objetivo principal do programa é garantir que os professores efetivos e temporários (PSS) em exercício na rede pública estadual e municipal, obtenham a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB, 9394/96, por meio da implantação de turmas especiais, exclusivas para os professores em exercício. Os cursos de segunda licenciatura são voltados aos professores em exercício na educação básica pública que, embora já licenciados, que estão em sala atuando em área ou disciplina distinta daquela de sua formação inicial, preparando assim o professor para o efetivo exercício da docência.


Para participar, o professor em exercício na rede pública de educação básica deve cadastrar o seu currículo na Plataforma Freire, no endereço: terra

Plataforma Paulo Freire é um sistema eletrônico, criado em 2009 pelo Ministério da Educação com a finalidade de realizar a gestão e acompanhamento do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica. 
Em maio de 2012, o sistema passou a ser gerido pela Capes e está sendo reestruturado para incluir um conjunto de funcionalidades que permitirão informatizar todo o processo de gestão, acompanhamento e revisão planejamento da formação inicial dos professores da educação básica. Nesse sistema a Capes atualmente publica a relação dos cursos superiores ofertados pelas Instituições de Educação Superior para os professores da rede pública de educação básica; os professores interessados em participar dos cursos fazem sua pré-inscrição; as secretarias municipais e estaduais de educação validam a pré-inscrição dos professores de sua rede; as universidades extraem a relação de professores pré-inscritos e, após o processo seletivo, registram os alunos matriculados. 
Com a reestruturação do sistema, além do registro das matrículas, as IES deverão informar a evasão; as secretarias municipais e estaduais de educação poderão informar anualmente a demanda por formação de sua rede; os fóruns terão acesso eletrônico tanto aos dados da demanda quanto das matrículas e evasão, o que permitirá a revisão anual do Planejamento Estratégico; os dados cadastrais dos professores serão filtrados diretamente da base de dados do Educacenso, de modo a otimizar os processo de validação e matrícula. Com essas e outras funcionalidades que estão sendo inseridas no sistema, espera-se que ele opere no sentido de aperfeiçoar a gestão e acompanhamento do Programa.

Plataforma Paulo Freire MEC é apenas uma consequência de uma parceria entre MEC e IPES, e se baseia principalmente no auxilio e capacitação de professores que atuam na rede pública e ainda não contam com uma graduação adequada. A Plataforma Paulo Freire MEC presa principalmente pela qualidade de ensino oferecido dentro da sala de aula, com uma graduação o profissional conseguirá oferecer uma aula mais completa e consequentemente irá receber mais, justamente por que conta com uma capacitação maior.

Para que fique ainda mais claro, a Plataforma Paulo Freire apresenta uma forma diferenciada de curso superior e também uma boa chance de capacitação para os professores que estão atuando sem uma devida capacitação. A Plataforma Paulo Freire oferece a esses professores que estejam atuando em escola publica um curso superior de graduação gratuitamente, em alguns casos o profissional não precisa nem mesmo passar por uma seleção, sendo preciso ter apenas força de vontade para conseguir se graduar sem gastar nenhum centavo por isso.

LEI Nº 11.273, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2006 - que autoriza a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa aparticipantes de programas de formação inicial e continuada deprofessores para a educação básica.

Plataforma Paulo Freire MEC – Informações e inscrições

Esse plano nacional atualmente cobre cerca de 21 estados, os atendimentos e aplicação de cursos são feitas por 76 instituições públicas, 48 instituições federais, 28 instituições estaduais e 14 universidades comunitárias. Com esse grande campo de atendimento o a Plataforma consegue atender vários profissionais, oferecendo sempre cursos de capacitação de alta qualidade. Para participar da Plataforma é preciso que o profissional faça um cadastro no sistema, além disso, esse candidato deverá consultar informações sobre sua região, até mesmo por que não são todos os municípios que são atendidos com o curso, sendo que em alguns casos o profissional precisa sair de sua cidade para concluir o curso.

A inscrição pode ser feita através desse endereço eletrônico (freire.mec.gov.br/ssd/index), são abertas inscrições no começo e também no meio do ano, por isso fique atento as novas inscrições que deveram ser abertas logo entre junho e julho. Profissionais que concluírem seu curso superior poderão se inscrever em concursos e assim aumentar ainda mais a segurança em seu emprego, justamente por que a correria é muito grande todo o começo de ano para a aquisição de aulas, e um professor concursado acaba não sofrendo tanto. fonte: http://www.vagasabertas.net