Logo Unioeste

Organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), e também contando com o apoio do reitor e vice-reitor, foi realizado nesta terça-feira (05) o workshop “Internationalization: quo vadis”.

Este evento contou com palestras do professor Marcellus M. Caldas (Kansas State University – Estados Unidos da América), com o tema: “Moving forward the strategic plan of internationalization: the case of Kansas State University”, do professor Mariano A. Pacher Morel (Universidad Nacional de Canindeyú – Paraguai), com o tema “Internacionalización: um desafio”, e da professora Carmen Célia Bastos da (Unioeste – Brasil), com o tema “Internacionalização: sobre o que estamos falando? Conceito e políticas”.

img1

O professor Marcellus M. Caldas (Kansas State University), ressaltou “a importância de fazer um bom e exequível planejamento das ações de internacionalização, sendo que cada passo deve ser dado de cada vez.” Para este renomado professor brasileiro, radicado nos Estados Unidos há 20 anos, “não ter interatividade com o resto do mundo fragiliza as universidades, contribuindo para reduzir sua visibilidade e competitividade no cenário acadêmico”. 

img2

O professor Mariano A. Pacher Morel (Universidad Nacional de Canindeyú) fez questão de ressaltar que “o rio que está entre o Brasil e o Paraguai não nos separa, nos une, e a internacionalização das universidades públicas paraguaias com as universidades estaduais paranaenses precisa de mais ações para esta união”. A professora Carmen Célia Bastos da (Unioeste) fez uma excepcional palestra sobre o que se entende por internacionalização e como a Unioeste se situa neste contexto, mostrando suas ações e perspectivas.

 img3

Para o professor Pery Francisco Assis Shikida, Assessor de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Unioeste, “este workshop, o primeiro feito na Universidade, que contou com o apoio irrestrito do professor Silvio Sampaio e toda equipe da Pró-reitoria e Pesquisa e Pós-Graduação, precisa avançar e vai avançar. A Unioeste ruma para uma internacionalização que deve ser planejada e praticada, estamos no processo de “learning-by-doing”, mas contar com conselhos de especialistas nacionais e internacionais já ajuda muito.”

Fotos do Evento: https://www.facebook.com/ariunioeste/