Logo Unioeste
Você está aqui: PIBID Pibid/Unioeste

Em 2014, na Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste são vinte os cursos de licenciaturas, espalhados pelos seus cinco campi, que possuem subprojetos PIBID: Filosofia, Ciências Sociais e Química, no câmpus de Toledo; Matemática, Ciências Biológicas, Pedagogia, Letras/Espanhol, Letras/Língua Portuguesa, Letras/Inglês e Enfermagem, no câmpus de Cascavel; Geografia, História, Educação Física, Letras/Língua Portuguesa e Letras/Inglês, no câmpus de Marechal Cândido Rondon, Matemática, Pedagogia e Letras/Inglês no câmpus de Foz do Iguaçu e Geografia e Pedagogia no câmpus de Francisco Beltrão.

O PIBID é estruturado por subprojetos. Cada subprojeto possui um número diferenciado de bolsistas. Em números gerais são: 30 coordenadores de área [docentes da Unioeste], 57 professores supervisores [professores da escola básica pública] e 342 bolsistas de iniciação à docência [estudantes das licenciaturas].

A coordenação institucional conta com o apoio de três coordenadores de gestão de processos educacionais.

O Programa:

O projeto PIBID-Unioeste em vigor foi elaborado com base no edital 61/2013 da Capes e na Portaria nº 096, de 18 de julho de 2013. O número de escolas, supervisores, coordenadores de área e coordenadores de gestão varia de acordo com o número de bolsistas de iniciação à docência. As coordenações de alguns subprojetos contam com professores colaboradores não bolsistas.

Até 2013 existiam na Unioeste dois projetos institucionais: o primeiro nascido das condições estabelecidas no edital 02/2009 da Capes e outro proveniente do edital 01/2011 da Capes. Estes projetos tinham gestões diferenciadas, cada um com seu coordenador institucional e de gestão. O número de subprojetos vinculados a cada um deles também variava, além da forma de gestão dos recursos: o primeiro foi gerido pela Seção de Convênio da Instituição e o segundo por meios do Auxílio Financeiro a Projeto Educacional ou de Pesquisa - AUXPE.

O projeto construído em 2009 "Vivenciando a escola: incentivo à prática docente", envolvia um grupo de 90 acadêmicos dos cursos de Licenciatura em Filosofia, Ciências Sociais, Matemática, Ciências Biológicas, Pedagogia e Letras/Espanhol. Esses cursos constituíam os seis subprojetos vinculados. Os estudantes bolsistas atuavam em onze escolas parceiras, nos municípios de Cascavel e Toledo. Treze era o número de professores supervisores.

O projeto elaborado em 2011 "Vivências e experiências nas escolas: construindo a profissão docente" envolvia 116 acadêmicos distribuídos em nove subprojetos, sendo dois dos cursos de Letras/Língua Portuguesa, dois de Geografia, um de Química, um de História, um de Educação Física, um de Enfermagem e um de Matemática, distribuídos nos cinco campi da Unioeste (Cascavel, Toledo, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon e Foz do Iguaçu). O projeto foi desenvolvido em 18 escolas desses municípios e contou com a colaboração de um professor supervisor bolsista em cada uma delas.

Desde o conhecimento dos editais da Capes foram traçadas algumas metas que orientaram e orientam a execução do projeto. Elas vão desde a organização do projeto, com a constituição de uma comissão institucional, organização e realização do processo de seleção de bolsistas e realização de orientação para a atuação dos bolsistas e professores supervisores, até à produção de materiais didáticos.